Coisas minhas, talvez você nem queira ouvir ♪: Novembro 2011

sábado, 5 de novembro de 2011

Vamos salvar o nosso amor?

Nem sei por onde começar nem como começar... Meu amor, só quero que saiba que o que me deixa muito triste é o fato de não ser tão importante na sua vida o quanto você é na minha... minha felicidade depende do seu sorriso, eu não gosto do fato de eu não ser o motivo da sua felicidade e vc ser o da minha, eu não me sinto importante na sua vida, não sou a essência, não represento tudo que quero representar em sua vida, ao contrário, só lhe trago tristeza, ódio, falta de vontade de viver... e eu sei disso nas suas declarações de amor mais singelas que hoje você não faz mais, (cadê aquele amor???) realmente, aqueles momentos de felicidade não existem mais, as declarações tem um tom de falsidade, nada mais é lindo, nada mais chama atenção, é tudo discussão, você não fala mais que quer casar comigo, eu sei que você não tem certeza do que quer, a maioria das atitudes que tornam o nosso relacionamento sério  e demonstra que realmente quer algo comigo é sobre minha pressão, o dia a dia não são mais o mesmo... EU não sou mais a mesma, é como se a corrente que protege nosso amor estivesse enferrujada e a cada dia se quebrando eu sei que tenho que entender tudo que vem acontecendo ao nosso redor, muitas coisas mudaram mas eu (pra falar a verdade) não gosto dessa mudança, dessa situação, eu aceito por que eu te amo e muito (se isso for amor) eu não gosto das suas cobranças e imposições pois você não aceita quando eu faço o mesmo... eu estou insuportável e você não vai aguentar isso, mas esse é meu jeito, eu sou chata mesmo, principalmente quando eu não gosto das situações, por mais que eu nunca demonstre pra vc o que me chateia eu "desconto" de outras formas e por mais que eu diga q nao vou fazer mais... vc sempre repete alguma atitude que não gosto e eu ajo da mesma forma.... nunca imaginei isso pra mim, acho que por isso que eu nunca namorei... uma confusão, uma discussão, uma briga, um desgaste todos os dias... daqui pra frente se a gente não tomar cuidado isso só vai piorar, e só são oito meses, imagine depois, e quando tivermos casados? Como será? Se continuar assim... eu nem quero imaginar. Por isso eu lhe peço encarecidamente, vamos salvar o nosso amor enquanto há tempo.